Quer Felicidade? Então , interesse-se sinceramente em servir pessoas importando-se com elas.

De que adianta lá no banco sua conta bancária estar bem recheada e você não se sensibiliza por nenhuma causa social? De que adianta você ter pernas perfeitas e nunca andar pra fazer um favor para alguém? De que adianta você exibir seu carro novo para os outros e nunca usar ele pra carregar um irmão que está a pé?De que adianta uma sapateira estupefata de sapatos, alguns até sem uso, e você nunca repartiu ou doou pra quem anda descalço?Não foi isso que Jesus nos ensinou ou pediu. Tudo aquilo que fizeres aos menos favorecidos é a mim que o fazeis.
O que podemos refletir com isso? Que Jesus está entre os pobres, entre os pedintes, entre os menos favorecidos. E Jesus, se agrada muito de ver nós, seus filhos, cuidando uns dos outros. É a mim que o fazeis. Então, quando está sobrando do que necessitamos temos que olhar para os lados e cuidar dos menos favorecidos que a vida não oportunizou tanto.
A diferença entre ser rico ou ser pobre não está na conta bancária, está no coração. Se tiverem três pobres juntos e ganharem apenas um pão, pode saber que eles irão repartir em três.
Não estamos aqui para julgar a sorte de ninguém pois tanto a sorte como os infortúnios todos temos um pouco, se um nasceu em berço de ouro e outro nasceu em uma manjedoura era porque assim estava destinado. O que temos que fazer é sempre reagir pra não ser um coitadinho , e sim um vencedor da nossa história.
E não conheço nenhum vencedor que chegou ao pódio sozinho. Nós sempre seremos fruto e resultado do meio em que vivemos. As relações humanas são fundamentais. Nós somos curados em nossos relacionamentos. Ontem estive em uma casa de luto solidarizando com uma amiga que perdeu a mãe, pois a palavra de Deus nos ensina que devemos chorar com os que choram e nos alegrar com os que se alegram. E nesta casa de luto observei o quanto é importante as amizades que as pessoas fazem em vida, o pertencimento a alguma coisa, como as relações com a vizinhança, o pertencimento familiar regando os laços de sangue tendo comunhão com a família, o pertencimento a alguma igreja criando vinculos afetivos com os membros dessa comunidade, o pertencimento profissional com os vínculos enlaçados entre os que você passa mais horas , seus colegas de trabalho,do que em casa com seus  familiares, enfim os laços de pertencimento que tivemos em vida é que são revelados na hora do luto. Porém não podemos nos esquecer de que nossos amigos só nos levam até o cemitério, de lá pra frente é você e Deus. O seu livre arbítreo em vida, suas escolhas feitas. quantos copos de água você deu pra quem tinha sede? Você vestiu o nu? Alimentou o faminto? Encorajou pessoas nas suas necessidades?Então, a gente conclui, qua até a nossa vida eterna é medida pelas nossas ações em relação ao nosso próximo.
Os mandamentos de Deus Pai são bem claros, amarás a Deus Pai com todo seu entendimento com todas as suas forças e amarás ao próximo como a ti mesmo. Faça para o outro como gostaria que fizessem com você. Jesus nos ensinou assim e é assim que agrada ao coração de Deus Pai. Cuidar do outro como se estivéssemos cuidando de nós mesmos.
Somos curados em nossos relacionamentos, tudo fica mais fácil numa hora de dor e de provação, se tivermos com quem contar. E nessa hora os laços que você criou vão fazer uma grande diferença, velórios lotados ou velórios vazios  vão depender de como você se envolveu e pertenceu entre as pessoas dessa comunidade familiar, profissional,religiosa e nas amizades regadas e cultivadas em vida.Os laços com os vizinhos. Por isso temos que cuidar de como estamos agindo em relação aos pertencimentos de corpo , alma e coração com o meio em que vivemos.Somos desejados nesse meio ou entediados? O que estamos refletindo? Se você não gosta do que está recebendo, pense bem no que anda emitindo.

Quer Felicidade ? Então, faça a felicidade de outra pessoa através de coisas simples se importando sinceramente com elas.E desapegando de coisas inuteis pra você, descartáveis e que podem ser o tudo para outra pessoa.

Deixe uma resposta